Diário de Bordo da Reunião de Acordo Construido com o Coletivo da Cidade no Encontro de Voluntários da Cidade Estrutural e Consolidação da Parceria

Uma experiência de troca de valores, de acordo e sinergia, valendo mais serviços e a qualidade deles em nossos territórios. Se de um lado, certa cristalização institucional de práticas e metodologia e instrumentos de consolidação por parte das Aldeias Infantis SOS Brasil, de outro o vigor livre e inaugural do Coletivo da Cidade numa composição jovem de forças, vontade de descobertas novas e de compromisso com a mudança social, para juntar teoria e prática, ciência com consciência social.

Tarde maravilhosa, com mais de 30 pessoas dispostas ao voluntariado, equipe do Coletivo da Cidade, visitando os espaços, com o André Zanardi contando a história da resistência do povo, da criação do Coletivo, junção de ideias, a correnteza na enxurrada dos direitos que esses jovens queriam juntar, coletar, revelar e afirmar na Cidade Estrutural. Daí a grande luz que se intitulou na história deste território: COLETIVO DA CIDADE.

IMG_2823

Coracy Chavante e Nelson Peixoto estavam por lá. Coracy mais do que já havia adotado a Cidade Estrutural, quase que com duas identidades: das Aldeias e do Coletivo. Ele foi o elo que consolidou nossa parceria construída desde os primeiros “tijolos fundacionais” do Coletivo da Cidade.

imageUm agosto com forte gosto de parceria, prato coletivo que se  criou/construiu para servir mais direitos no Itapoã e na Cidade Estrutural! Crianças, adolescentes e jovens não estavam por lá, dia 11. Voluntários acadêmicos da UNB, gente vibrante que querem mudar o mundo e as relações que geram iniquidades! Coletivo da Cidade e Aldeias Infantis SOS BRASIL/Brasília/Brasil em sintonia metodológica! Parabéns, Coracy, Fabiana, André, Natália, Mel e equipe brava que por lá coleta a força e os saberes do povo para afirmar a Cidadania! E era véspera do DIA DOS PAIS! VIVA!

Gente boa que tem lições para nos dar! Conversamos que cada um é um “manancial” que escorre numa coletiva ação para construir uma infância feliz e plena em direitos na Cidade Estrutural e no Itapoã. Coletivo da Cidade, força jovem, entusiasmo de servir e amar, descobrir no olhar de uma criança ou adolescente que juntos mudam onde colhemos o que o povo já protagonizou em resistência! Valeu estar com vocês e saber da Memória Viva que vocês recontam e querem reeditar! Parabéns!

Depois de visitar as instalações ficamos pensando na densidade do significado da palavra “Coletivo da Cidade” que se reforçou quando ouvimos a música “Cidadela” durante a apresentação dos trabalhos que se realizam, e aí fomos ligando outras palavras que contém a origem de outras palavras: aldeia, ideia, Deus, cidade, idade. Delírio filosófico semântico das palavras? Pode ser que sim, mas elas carregam de forma escondida o princípio fundamental da CIDADANIA: Luz, lugar de todos, sol de justiça, clarão de direitos, estrelas de DIGNIDADE!

image

“Como um redemoinho, esta logomarca sinaliza o giro e a roda que vai se formando com todos; sentimento de pertença, lugar incluído nessa força que cada um alimenta com seu esforço e dedicação”. A história da Cidade Estrutural traz uma torrente de participação do passado, descortina possibilidades para o futuro e se faz PRESENTE com parceiros do MOMENTO NOVO.

Por Nelson Peixoto – Gestor da Aldeias SOS Brasil – Programa Brasília em 11 de agosto de 2012.

Anúncios